Você está visualizando atualmente Pagamento de PLR em mais de duas parcelas tem incidência de contribuição previdenciária

Pagamento de PLR em mais de duas parcelas tem incidência de contribuição previdenciária

Por sete votos a dois, a 2ª Turma da Câmara Superior do Conselho Administrativo de Recursos Fiscais (Carf) decidiu que a verba designada pelo contribuinte como “Participação nos Lucros e Resultados” deve integrar o salário de contribuição para fins de cobrança de contribuições previdenciárias.

O Carf é o Conselho Administrativo de Recursos Fiscais é um órgão paritário, de composição dividida entre representantes da Fazenda Nacional e dos contribuintes, vinculado atualmente ao Ministério da Fazenda, criado através da Lei nº 11.941, de 27 de maio de 2009.

Apesar de que o contribuinte tenha relatado o pagamento como PRL, os conselheiros concluíram que ele não observou a legislação que determina que esta deve ser paga em, no máximo, duas vezes. Dessa forma, o colegiado concluiu que a verba tem natureza salarial, devendo compor a base de cálculo das contribuições previdenciárias.  

Além disso, também foi decidido que a contribuição previdenciária deve incidir sobre os abonos pagos anualmente, ainda que previstos em Convenção Coletiva de Trabalho, por entenderem que a verba é paga com regularidade. No caso em questão, embora o acórdão recorrido afirme que houve o pagamento de abonos únicos, para o colegiado da Câmara Superior, os pagamentos seguem outra sistemática, sendo habituais.

É válido mencionar que ocorreu uma fiscalização e foi detectado que a empresa efetuou o pagamento dos valores a título de PLR em desacordo com a Lei 10.101/2000, que regula a participação dos trabalhadores nos lucros ou resultados das empresas.

A Lei 10.101/2000 define que o pagamento é para ser realizado em duas vezes em parcelas semestrais. Entretanto, o contribuinte fez o pagamento em três parcelas. Por isso, para o FISCO, esse parcelamento descaracterizou a PLR, fazendo com que a verba tenha natureza salarial.

De acordo com o relator Leonam Rocha de Medeiros, “Se o abono pago no caso concreto se deu em parcelas, não estando desvinculado do salário, inclusive se afastando do abono único, que é pago uma única vez e tem uma roupagem inversa da coletada nos autos, não se deve confundi-los”.

Contudo, o contribuinte relatou que a fiscalização desconsiderou um acordo entre a empresa e o sindicato da categoria, que estabeleceu o pagamento em três parcelas.

Fontes: https://www.jota.info/tributos-e-empresas/tributario/carf-contribuicao-previdenciaria-incide-sobre-plr-paga-em-mais-de-duas-parcelas-19022024

Deixe um comentário